Serra dos Alves - O Paraíso a 100 km de B.H.

Atualizado: 25 de Nov de 2018


Serra dos Alves - O Paraíso a 100 km de B.H.

Faltam palavras para descrever a beleza e o aconchego da Serra dos Alves. Localizada a cerca de 100 km de Belo Horizonte, sim, é bem pertinho da capital, o pequeno povoado é perfeito para quem procura paz e tranquilidade, atraindo também aventureiros em busca de trilhas, cachoeiras e diversão.

História

Assim como muitos outros vilarejos mineiros, o povoado de Serra dos Alves surgiu quando bandeirantes exploravam a região em busca de riquezas minerais. A Capela de São José, localizada bem no centro do povoado, possui características coloniais e foi construída em 1860. O vilarejo recebeu este nome em homenagem à primeira família a se instalar no local.


Localização

A pouco menos de 100 km do centro de Belo Horizonte, a Serra dos Alves pertence à cidade de Itabira (fica localizada a cerca de 50 km do centro de Itabira). A Serra faz divisa com a Serra do Cipó, existem longas trilhas que ligam as duas localidades.


Para quem sai de Belo Horizonte, o melhor trajeto é seguir pela 381 no sentido Vitória, entrar no município de Bom Jesus do Amparo e seguir em direção a Ipoema. De Ipoema a Serra dos Alves há um percurso de estrada de terra, cerca de 20 km. Se não estiver chovendo, carros de passeio podem trafegar pela estrada de terra sem problemas.


O que fazer?

- Cachoeira Coca-Cola


Cachoeira mais próxima do centro do vilarejo, são cerca de 20 min. de caminhada. Não possui muita água, principalmente no tempo de seca, mas vale a pena o passeio.


- Cachoeira e Canyon dos Marques


A menos de 3 km do centro do povoado, a cachoeira dos Marques tem um poço grande, ótimo para o banho. Em seguida, suas águas correm por entre o Canyon dos Marques - belos  paredões de até 40 m de altura.


Obs.: A trilha é fácil, não apresenta muitos obstáculos, porém não há muita sinalização, é fácil se confundir e não chegar à cachoeira.


- Cachoeira dos Cristais, da Luci, Ponte de pedra e Canyon Boca da Serra


Não é a toa que essa é uma das trilhas mais famosas da Serra dos Alves. Para quem sai do centro do vilarejo, a trilha é uma longa subida, e por isso, pode ser demorada para os menos preparados.


A primeira cachoeira no caminho é a dos Cristais. É uma belíssima cachoeira, sua água tem um tom esverdeado e um poço não muito grande, mas que permite mergulhar. São cerca de 3 km de trilha em subida constante, mas que vale a pena. Obs.: A trilha é fácil e não apresenta muitos obstáculos, porém não há muita sinalização. É fácil se confundir e não chegar à cachoeira.

Subindo mais um pouco, chega-se a cachoeira da Luci. A trilha fica menos íngreme, mas um pouco mais complicada em alguns pontos. 

Seguindo pela parte alta da cachoeira da Luci, caminhando por dentro do córrego,  está a ponte de pedras e o Canyon do Boqueirão. O trajeto exige cautela e paciência. Desaconselhável em dias com risco de chuva.

- Mirante dos Alves


Com um pouco mais de 1370 m de altura, o Mirante dos Alves é perfeito para quem quer ver o sol se por ou para quem quer curtir a vista do local. A trilha para o mirante é uma subida (uma hora de caminhada) com alguns pontos íngremes, mas sem muitos obstáculos.

Se for ver o sol se por leve lanternas e blusa de frio!!


- Cachoeira do Bongue


Eleita por muitos como a mais bonita, a cachoeira do Bongue é a mais alta da região. Localizada a 7 km do vilarejo, é possível ir de carro até próximo a cachoeira e há placas indicando o caminho.


- Não Fazer Nada e Relaxar


Parece estranho, mas a Serra dos Alves é muito convidativa para quem não quer “fazer nada”, apenas relaxar e ficar curtindo a tranquilidade local. Se você precisa de uns dias de paz, lá é perfeito para isso.

O que não fazer!

O pequeno e aconchegante povoado é o lar de algumas famílias. Os moradores prezam pela paz e tranquilidade, por isso, evite:


- Festas, bagunça e tumulto (principalmente após as 22 hrs).

- Desligue o som do seu carro e curta o som da natureza.

- É proibido acampar na cidade e nos arredores, respeite!

- Cuidado com o lixo nas trilhas e cachoeiras (isso em qualquer lugar do planeta).


Informações úteis:


- Principais estabelecimentos e serviços: Bares e restaurantes, mas com horário de funcionamento limitado. Também há uma pequena venda onde você encontra alguns itens básicos.

- Leve dinheiro físico: Nenhum dos estabelecimentos aceita cartão.

- Não tem sinal de celular nem internet.

Dicas de viagem e turismo em Minas Gerais