Roupas para o Frio

Atualizado: 25 de Nov de 2018


Como diria Ned Stark: “o inverno está chegando” e com ele a época ideal para fazer algumas trilhas pelo Brasil. Goste você ou não de sentir um friozinho, se você não estiver preparado, o frio pode ser um grande incomodo e até perigoso.

Quando você pensa em ir para um lugar frio, qual a primeira coisa que lhe vem à cabeça? Provavelmente é vestir aquele tanto de roupa pra se manter quentinho e confortável, certo?! Já parou para pensar que pode está fazendo isso errado?

Você não precisa vestir várias roupas para se manter aquecido, apenas algumas peças na ordem correta, vejam:


1ª Camada - Roupa Interior (Segunda Pele)


Como o próprio nome já sugere, a segunda pele fica bem justa no corpo. Sua função é transferir a umidade ou suor para longe do corpo, mantendo-o mais seco possível. Pode parecer estranho, mas mesmo em locais frios, ao se fazer atividades físicas é comum ocorrer à transpiração. O problema é que nos momentos de menor atividade o suor aumenta ainda mais a sensação de frio.

A segunda pele pode ser feita com vários materiais, algumas esquentam um pouco, outras possuem material em sua composição para não dar mau cheiro, mas sua principal função é: manter o suor longe do corpo.


2ª Camada - Roupa Intermediária


É a camada quem mantém o calor corporal. Pode ser feita com vários tecidos, o mais comum é o fleece. Para trilhas e atividades em locais frios, recomendam-se modelos com zíper ou que permitam uma abertura nos momentos em que você estiver fazendo atividade (assim você evita a transpiração em excesso).  Ao escolher o fleece, também é importante observar sua gramatura. A gramatura indica o “quanto” de frio o fleece suporta, ou seja, quanto maior a gramatura mais quente será a peça.

Um fleece muito fino para um lugar frio será desconfortável, a mesma coisa acontece se você usar um fleece muito grosso em um local não tão frio assim.

3ª Camada - Externa / Impermeável / Corta Vento


É a última camada, geralmente impermeável, fica por cima da segunda pele e do fleece. Sua função é manter o  corpo protegido dos fatores externos, como vento e umidade. Existem vários tipos e modelos, na maioria das vezes são bem finos e pouco volumosos.


Para as pernas segue o mesmo sistema utilizado acima. Alem disso você pode utilizar de gorros, cachecóis e luvas.

O mercado oferece uma variedade de produtos com grande diferença de preços. Antes de comprar, observe:

- Se aquele produto oferece proteção contra as características do local para onde você está indo (frio e umidade).


- Não necessariamente o produto mais caro será o mais indicado.


- Lembre – se: se for fazer trilha, cuidado com o excesso de peso. Roupas muito quente para um local não muito frio, aumentam a transpiração.

Improvisos

Apareceu uma oportunidade para subir o Pico da Bandeira no final de semana e não vai sobrar grana/tempo pra comprar roupa? Bom, você pode ir com as roupas que tem no seu guarda-roupa. O resultado não será o mesmo, e provavelmente você passará um pouco mais de frio, mas vai conseguir desfrutar do passeio:

- Lembre-se: a primeira camada deve ser um tecido com boa absorção de suor, Roupas próprias para atividade física, como o dry fit, podem dar um conforto. A segunda camada tem que ser um tecido quente, muito quente! E por último, utilize uma jaqueta ou blusa mais fechada, que não favoreça que o vento passe.

Nota: não é o ideal e é desaconselhável para locais mais frios ou com exposição prolongada ao frio.

Dicas de viagem e turismo em Minas Gerais