Buscar

Cachoeira do Tabuleiro

Atualizado: 15 de Abr de 2019

Uma das Sete Maravilhas da Estrada Real, a Cachoeira do Tabuleiro, também carinhosamente conhecida com Cachoeira do Coração (o formato de seu paredão lembra um coração), é a maior Cachoeira de Minas Gerais e a terceira maior do Brasil, com uma queda de 273 metros.



Localizada em Tabuleiro, um pequeno distrito de Conceição Mato dentro, a cachoeira fica dentro do Parque Municipal do Tabuleiro que, por sua vez, está inserido no Parque Estadual da Serra do Intendente. Do centro de Conceição do Mato Dentro até a portaria do parque são cerca de 23 km, boa parte em estrada de terra, mas que recebe constantes manutenções.


A estrutura do parque conta com o centro de visitantes, estacionamento e banheiros, dá até para tomar um banho de água quente após a trilha. Fica aberto ao público diariamente das 8h às 17h, sendo que a entrada somente é autorizada em condições climáticas favoráveis. Para o acesso à parte alta da cachoeira, a entrada é permitida até às 11h e para o poço da cachoeira até às 14h. É cobrada uma taxa de visitação no valor de R$10,00 por pessoa e o limite de visitantes dentro do Parque é de 200 turistas por dia. As atividades de esportes de aventura, como o rapel, a escalada, o slackline, o base jump, entre outros, são permitidas mediante autorização prévia e checada a capacidade técnica do praticante. Não é permitida a entrada de animais domésticos.


O Parque conta com 4 trilhas principais


A trilha de acesso ao mirante: Com 800 metros de caminhada bem tranquila, traz uma vista frontal da cachoeira.


A trilha ate a parte alta: São 8 km (ida) de subida íngreme até a parte alta. O tempo de caminhada varia conforme preparo físico. Procure guias locais que conhecem caminhos de carro que deixam mais próximo ao topo.



A trilha de acesso ao poço da cachoeira: Com aproximadamente 2 km (ida). Se você perguntar a qualquer pessoa que conheceu a cachoeira antes da reforma da trilha, provavelmente a pessoa irá te dizer que é bem cansativo e difícil o acesso ao poço. Porém o caminho foi completamente reestruturado e o acesso ficou bem mais fácil. O projeto feito em parceira pela Anglo American, Instituto Estadual de Floresta e a Prefeitura, contou com mão de obra de moradores da região. A nova trilha foi inaugurada no final de dezembro de 2017 e possui corrimão, passarela e escadas com mais de 700 degraus. Tudo projetado para tornar o caminho mais seguro e acessível, além de proteger o solo já fragilizado, evitando erosões. A trilha acaba no leito do rio, onde você deverá percorrer andando por cima das pedras. Há marcações nas pedras indicando o caminho mais fácil, mas exige cuidado. O trajeto completo até o poço leva em torno de uma hora.


Ficar nadando no poço, olhando para a queda é incrível. Lembre-se de usar colete salva-vidas, o parque fornece.


Trilha que leva a Lapinha da Serra: Com cerca de 32 km, caminho esse que era percorrido pelos moradores da região antigamente. Veja nossa matéria com mais informações.



Curiosidade:


Segundo a cultura popular, as mulheres da região da cachoeira iam a pé ate Conceição do Mato Dentro, equilibrando sob suas cabeças um tabuleiro cheio de quitandas saborosas para vender ali na cidade. Trajeto de quase 20 km e quando chegavam eram reconhecidas como as mulheres de tabuleiro.

Dicas de viagem e turismo em Minas Gerais