Buscar

Acuruí

Atualizado: 15 de Abr de 2019


Conheça três belíssimas cachoeiras em Itabirito


O que Acuruí tem?

Acuruí: O nome significa “Rio de Pedras”, em Tupi-Guarani, e o vilarejo pertencente a Itabirito, logo de cara, não revela todas as belezas que tem. E é assim mesmo em todo pequeno pedaço de terra que faz parte da Estrada Real. Singelos distritos que sempre valem a visita.

Estivemos em Acuruí meio que por acaso, porque o destino final era mesmo a Floresta Estadual do Uaimii. Seguimos com destino a Ouro Preto, pegamos o trevo para Glaura e chegamos à portaria, para só então descobrir que o local se encontra fechado há cerca de um ano por falta de infraestrutura (leia-se investimentos do Governo de Minas Gerais). É possível visitar apenas pelo outro extremo, a portaria de São Bartolomeu.

Para não perder a viagem, pegamos algumas dicas e o resultado foi muito melhor que o esperado. Na mesma estrada que leva à Floresta, placas indicam três cachoeiras: Carranca, Cruzado e Cascalho. De fácil acesso, elas estão em área particular e ao custo de R$ 10 (abril de 2018) é possível percorrer todo o circuito de 6 quilômetros.


Cachoeira Cascalho

A Cachoeira Cascalho, a mais próxima, tem diversas pequenas quedas com cerca de 10 metros que formam um poço de águas límpidas. Aliás, o tom esverdeado transparente é uma característica de todo o circuito. A vasta vegetação do entorno e a pequena praia de cascalho à frente da queda completam o cenário.

A Cachoeira Carranca leva esse nome por conta da inusitada formação rochosa. A água cai da queda d’água protegida por uma inesperada muralha de pedra e forma um poço raso, porém bom para nado. Seu entrono também contempla uma praia de cascalho, ótima para o descanso.


Cachoeira Carranca

Já a Cachoeira Cruzada possui uma única queda de 20 metros e um poço grande e profundo, que forma corredeiras “rio abaixo”. Ao contrário das suas vizinhas, ela não tem uma praia de cascalho, mas há espaço suficiente para estender a canga e relaxar.  

Toda a curta trilha é acompanhada de ruínas de muros de pedra construídos por escravos e de vegetação rasteira, repleta de espécies de arnica. Mais um ponto positivo do passeio.


Cachoeira Cruzada

Acuruí está há 25 quilômetros de Itabirito, faz parte do Caminho de Sabarabuçu da Estrada Real e ainda tem outras boas atrações que vale a pena conhecer, além das cachoeiras. Em meio ao conjunto arquitetônico do século 18, as duas igrejas do vilarejo chamam a atenção. A de Nossa Senhora da Conceição foi construída para ser frequentada apenas por brancos. Já a de Nossa Senhora do Rosário, servia apenas aos escravos. Ambas de imenso valor histórico e artístico cultural.

Ainda é possível visitar a represa, hoje administrada pela Cemig, e o Balneário Rio das Pedras, um grande complexo de lazer.

Ficou com vontade de conhecer Acuruí? Conhece outras atrações locais? Conta pra gente!

Dicas de viagem e turismo em Minas Gerais